Textos

A QUEBRA DAS CRENÇAS LIMITANTES
Hoje passei um tempo a pensar sobre como nos comportamos diariamente.
Você é daquelas pessoas que tem medo do futuro inserto que está por vir?
Você é daqueles que tem medo de errar, se aventurar, se arriscar?
Você é daquelas pessoas que tem medo de ser julgada, analisa ou criticada?
Será que você está observando tudo a sua volta e reclama da vida que tem, do governo, das outras pessoas ao seu redor?
Você é daquelas pessoas que olham o valor de um objeto e acha um absurdo?
TODOS estes questionamentos são inconscientes e são desenvolvidos pelas crenças limitantes que possuímos. Elas estão dentro de nós e quando agimos sem perceber estamos fazendo comportamentos que não nos ajudam a ser feliz, ter sucesso e riqueza.
Estas crenças limitantes são barreiras psicológicas que nos invade e não permitem que mostremos nosso verdadeiro valor, nosso potencial.
As crenças limitantes estão condicionando nosso comportamento!
Mas como quebrar este comportamento limitante?
Como fazer para pararmos de pensar desta forma?
Antes de tudo, posso esclarecer como estes comportamentos estão condicionados a estas crenças limitantes: elas foram desenvolvidas por situações e acontecimentos na infância. Quando fomos educados houve uma serie de informações, de modos de vida culturais, de formas de ver o mundo gravados em nosso DNA.
Desta forma o comportamento é natural, veio em função da cultura embutida, da percepção de seus pais e professores que lhe orientaram.
Porém, podemos modificar o modo como olhamos o mundo hoje.
Em primeiro lugar, devemos perceber em cada tipo de comportamento, qual foi a crença limitante que ocasionou este modo de pensar e agir.
Depois podemos analisar este comportamento, se você pode modificar e colocar outro em seu lugar. Exemplo: achar tudo caro é uma crença
limitante de carestia, você pode fazer o contrário, olhar o produto e achar que ele vale porque é bem feito, então você pode pensar que vai conseguir ter um, a medida que será bem remunerado e ter um emprego maravilhoso, ou ser independente.
Outro ponto a refletir é destacar um novo comportamento, diferente daquele que você tinha anteriormente, fazer com que o modo de agir saia do automático, veja a situação que não lhe agrada de outra forma, com um olhar de aceitação em você mesmo, se valorize.
A maneira como você enxerga suas possibilidades faz com que a vida seja mais colorida, mais positiva!
Viva com amor próprio!






Rosane Fetter
Enviado por Rosane Fetter em 17/11/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários