Textos

Relação Tríaca do Signo
O conceito de signo é descrito como uma relação tríada entre signo, objeto e a sua interpretação. O ponto de partida para a psicanálise é o signo como real, imaginário e simbólico.
O sentido além das palavras, na composição dos pensamentos e num objeto estrutural. Por exemplo: a palavra BOLA, tem um signo referente as letras, que dá significação semântica e gramatical, além deste conceito há uma significação simbólica, ao que representa este conceito BOLA para uma criança, um adulto, um empresário, etc.
a outra concepção é imaginária, como o pensamento pode modificar o símbolo criado, uma bola pode corresponder a diferentes possibilidades de exercícios, há muitas brincadeiras, muitos tipos, cores e formatos.
A criança brinca com a bola, tem neste conceito uma simbologia de felicidade, de amor ao esporte que é diferente da representação de bola para outro, por exemplo, o empresário, que terá que deixar sua representação infantil de lado para verificar a qualidade de seu produto, ou se alguma criança machucou-se e houve um trauma de acidente e quebrou dois dentes, estas simbologias que definem a particularidade humana, definindo quem somos, como somos e quais são nossas características de personalidade entre o dado, o herdado e a percepção do meio externo, demonstrando que somos únicos no universo.
Então além da palavra, que tem significância a sua realidade, além das imagens e conceitos associados, esta aqui a relação tríaca  dos signos a palavra tem o objeto estruturado na mente com sua simbologia, onde o nível simbólico se sobrepõe ao conceito e seu significado.
Desta forma, a palavra tem grande relevância na estruturação humana entre o real, o simbólico e o imaginário, compondo um elemento essencial ao contexto da comunicação humana, significando de forma tríaca a relação entre o Inter e o intrapessoal.
Uma relação que nem sempre é compreendida, porque ao utilizarmos a língua vernácula temos que ter em mente o estilo no qual nos expressamos, as emoções contidas nas palavras e perceber que o outro está a nos escutar, pode sim ter outra simbologia perante ao nosso discurso, portanto é necessário clareza na proporção de ideias para serem compreendidas nesta relação tríaca do signo.
Rosane Fetter
Enviado por Rosane Fetter em 22/10/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários