Textos

ACORDAR BEM E A INTERNET (ENTRE O SER X TER)
Lembro-me de que há uns anos passados, no fim dos anos 90, fui visitar uma amiga e ela estava num computador gravando alguns CD’s de filmes para guardar. Tinha filmes de aventura, suspense, comédia e alguns de terror, eram muitos e pensei, sem falar a ela para não ser indelicada: Para que ela estava fazendo isto? Teria tempo disponível para assistir tantos filmes? Penso que não, que ela tinha a necessidade de ter, possuir algo que nem iria fazer falta se não tivesse, ou poderia gravar um pouco por semana e assim ir fazendo algo que realmente iria dar resultado, isto é, faria os filmes que assistiria e na semana que não quisesse, talvez poderia fazer outra coisa mais interessante... não é mesmo?
Durante muito tempo eu tive esta mentalidade de possuir, ter mais, querer mais, estar insatisfeita com aquilo que já tinha conquistado ao invés de agradecer por tudo o que me cercava, tudo o que realmente importava, os meus filhos, cada etapa de desenvolvimento passadas, as amizades conquistadas com alegria, a natureza deslumbrante, o pôr de sol maravilhoso de presente para nós, o corpo que eu tinha, a juventude, os sorrisos soltos que vinham de alguma situação divertida, todas as coisas que me impulsionavam a ser feliz com aquela realidade. Enfim, a vida como ela era promissora e mágica.
Hoje ao acordar o que acontece com você? Será o mesmo que ocorre comigo? Ligo o computador e vou logo ver as mensagens que estão no facebook, Instagram, watts, e-mail, ver o que perdi enquanto dormia, ver como meus amigos virtuais estão, dar bom dia, colocar uma mensagem positiva, ver quais os comentários que deixarei conforme as mensagens que recebi, sem contar se entro em algum chat e já me posiciono com opiniões fortes, isto tudo no início da manhã e gera um estresse desnecessário e angustiante, as horas vão passando...
Estamos a meu ver, agindo como robôs teleguiados pela tecnologia, vivemos apreensivos e curiosos por conta de todo o conhecimento superficial e inequívoco que ela traz, claro que alguns vão dizer que a tecnologia nos permite fazer muitas coisas ao mesmo tempo, que ela está sendo útil à aprendizagem, justamente, ela é muito importante para todos, comentei isto em outro artigo, porém o que quero ressaltar neste, é que precisamos urgentemente parar de nos distrair com ela, quer dizer, iniciar o dia com algo mais profundo e positivo para si, algo que auxilie no decorrer do dia, procurar fazer algo que lhe traga mais felicidade, mais harmonia e equilíbrio, sentimentos poderosos que irão lhe impulsionar positivamente a ser, ser sem pensar em ter, possuir somente sorrisos, amigos, sonhos, SER em sua completude.
Acho importante ressaltar que hoje, nestes dias de pandemia, a tecnologia vem nos auxiliando nas conversas com parentes e amigos, no convívio isolado, claro que sim, o que quero explicar com minha humilde opinião, (e é claro que teremos outras discordantes, isto faz parte de um diálogo democrático e interessante) que precisamos nos focar pela manhã em maneiras positivas de viver, colocar você em primeiro lugar e não os outros, se descobrir, se amar, se aceitar como um ser que é sujeito autônomo e criativo, sujeito capaz de internalizar seus sentimentos, de agir em busca de SER e não de ter milhares de amigos no facebook para aparecer, não de ter todas as redes sociais e todos os aparelhos tecnológicos, mas sim de Ser gentil, afetuoso e presente aos que estão perto de você, aos que realmente se importam contigo e que fazem o seu dia ser melhor, aprendendo com amor para se transformar.

 
Rosane Fetter
Enviado por Rosane Fetter em 21/07/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários